Pesquisar este blog

Meu bebê tão pequeno e já é brabo?

Meu filho é bem pequeno mas já parece bravo. É possível que isso seja assim mesmo?

Sim, é possível, embora não seja a mesma raiva que os adultos sentem. Antes dos 6 meses, as crianças não chegam a ter variações de humor, tendendo simplesmente a chorar por fome, sede, cansaço, desconforto (fralda molhada ou suja, frio ou calor) e dor. Porém, à medida que crescem, novas emoções vão aparecendo, incluindo a frustração.

"É exatamente a partir daí que os limites precisam começar a ser colocados, pela própria segurança do bebê", afirma o médico Fábio R. Picchi Martins, que tem mais de 25 anos de experiência na área de pediatria. Segundo ele, se isso não ocorrer, "estamos condicionando a criança a ter suas solicitações sempre feitas dessa maneira (através do choro ou da birra)".

Ao contrário das crianças um pouco mais velhas, braveza e frustração em bebês costumam ser evitáveis ou facilmente contornadas.

Se o seu filho parece chateado com algum brinquedo, tente trocar por outro; e se ele ficou bravo porque você não o deixou brincar com seu celular, pegue-o no colo e leve até perto da janela para ver o movimento da rua. Há sempre uma boa chance de que uma mudança de atividade acalme a criança -- lembre-se de que, nesta idade, dificilmente um bebê permanece mais que cinco minutos com o mesmo brinquedo.

Outro problema que pode gerar alterações de comportamento é a falta de rotina. Atrasos no
horário de dormir ou comer podem transformar qualquer anjinho na criança aparentemente mais brava do mundo.

E veja se naquele horário do fim da tarde, quando sempre dá a impressão de que tudo piora, o bebê não está se comportando mal por ter sido estimulado demais durante o dia ou ter tido o soninho encurtado pela presença de visitas na casa.

Sinais de frustração também tendem a aparecer quando o bebê está prestes a alcançar um novo
marco de desenvolvimento, como sentar ou engatinhar, mas ainda não chegou lá.

Pode ser que ele tente pegar um brinquedo do outro lado da sala e não consiga, gerando algum tipo de reclamação, quer seja o choro ou uma cara muito brava!

Certifique-se apenas de que seu filho não está constantemente irritado porque isso pode ser sinal de
cólica ou até outro problema que precisará de atenção médica especial. Vale a pena conversar com o pediatra se for algo que a esteja incomodando.

1 comentários:

PRISCILLA BEZERRA disse...

Tenho um bb muito próximo que trato como filho, ele tem hj 1 ano e 2 meses e desde os meses, mais ou menos, bate com a cabeça nas paredes e chão, se machuca, chora, mas continua fazendo o mesmo. Por muitas vezes, além de bater a cabeça, ele ainda puxa os próprios cabelos e faz força trincando os dentes. Ás vezes, acho que ele é nervoso demais para a idade, mas ao mesmo tempo, é uma criança que ri facilmente e brinca bastante com todos que lhe derem trela. Uma vez falei com o pediatra dele e perguntei o que eu e os pais poderíamos fazer com relação aquele comportamento, ele disse: ué, compra um capacete! E até hj, eu acho estranho este comportamento, fora que é perigoso, pois nem sempre dá tempo de impedirmos. O que fazer? Alguém com um maior conhecimento e que possa dar uma orientação?
Obrigada.

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nota

A maioria ds textos e imagens são retirados da intenet
Em cada post é citado o endereço de onde foi retirado
As imagens são do google

caso alguem seja dono do texto ou imagem e se sinta ofendido, entre em contato comigo que eu colocarei dos devidos créditos a imagem ou ao texto ou retirarei do blog

adrisantos_santos@hotmail.com

obrigada