Pesquisar este blog

O que estraga é a expectativa



Não são poucas as mulheres que ao se tornarem mães  se vêm desesperadas antes do primeiro mês do bebê.  Elas relatam estar cansadas, frustradas, se sentindo uma péssima mae, achando que não tem leite, sentindo culpa por dar complemento, culpa por  não poder fazer o bebe parar de chorar e já vi ate algumas dizerem que se arrependeram de ser mae, outras com depressão pós parto e baby blues.


Eu venho há tempos pensando qual seria o motivo de tanta frustração. Você só se frustra se não atingir o objetivo alcançado, e se você tem um objetivo a alcançar é porque criou uma expectativa ou modelo ideal para chegar ao objetivo.

Durante a gravidez a mulher lê livros que lhe indicaram sobre como “ensinar o bebe a dormir”, “técnicas” para acalmar o bebê, treinamento disso e daquilo, elas também veem na televisão aqueles bebes de novelas que  não choram e ficam quietinhos no berço sozinhos, olham alguns sites que fala sobre como lidar com a birra e o “mau” costume do colo e pronto. Elas estão preparadas para receber o bebê! Tudo vai funcionar perfeitamente, o leite vai descer no dia do parto, vai abocanhar a aréola de primeira e o leite vai jorrar do seu peito porque ela vai comer canjica no almoço e no jantar, se o bebe chorar é só fazer shhhhhhhh no ouvido dele, e claro que ele não vai acordar no meio da noite mas se acordar é so dar uns tapinhas nas costinhas que ele rapidamente fecha o olho e volta a dormir. Durante o dia é so deixar ele no berço e ligar o mobile que ela pode limpar toda a casa tranquilamente, apenas parando de 3 em 3 horas pra amamentar.

Mas o que realmente acontece não está nem perto disso. E o coitado do bebe tem que levar essa responsabilidade nas costas desde que nasce. A responsabilidade de ser um super bebe perfeito e condicionável, calminho e obediente. Caso contrário irá frustrar todos as expectativas que sua mãe colocou em cima da maternidade.

A paranoia começa no primeiro dia. Na realidade o leite não desce no primeiro dia, o que desce é o colostro e ninguém falou que o colostro também alimenta e ela pensa que o bebe esta com fome porque não para de chorar. Mas também ninguém contou que o bebe chora porque sente medo do ambiente desconhecido fora do útero e tudo é muito diferente.

Falaram pra ela que bebe fica mau acostumado no colo, e que o ideal é acostumar no berço desde o primeiro dia, e ela tenta de todas as formas fazer o bebe ficar quietinho no berço mas ele quer colo! E as técnicas de acalmar o bebe não funcionam, claro, porque o bebê não é um robozinho que recebe instruções pra funcionar conforme programado, é uma pessoa que nasceu com parte de sua personalidade já formada e tem vontade própria e deve ser respeitado como qualquer pessoa.

O pediatra manda o bebe engordar 1kg por mês mesmo que sua curva esteja acima da curva da carteirinha, mas ele tem que engordar 1kg por mês porque é assim que tem que ser. Que se dane o biotipo ou a genética do bebe, se não engordar 1kg por mês tasca uma mamadeira de complemento.
Se o bebe tem cólica o pediatra receita luftal, a vo manda dar cha de camomila, a mãe manda dar funchicorea, a vizinha manda colocar bolsa de agua quente, e ela faz tudo isso e nada resolve. não é como ela imaginava. Ela sofre por ver o pequeno com dor e sofre dobrado porque não pode fazer nada e ainda se culpa por isso.

E depois que passa o pior, ela espera que o bebe sente com 3 meses, engatinhe com 6, ande com 10, fale com 12 e saia das fraldas com 18 meses. Porque tem muitos bebes que fizeram isso, e ela acha que pra se desenvolver bem seu bebe tem que ser melhor e mais rápido. Senão ela se preocupa, se sente culpada porque não estimulou, porque não usou o andador, e por aí vai.
Ela não quer que o bebe tenha cólicas, não quer que o bebe chupe o dedo, não quer que o bebe seja embalado, não quer que o bebe fique no colo, não quer que o bebe não quer que o bebe mexa nas coisas, não quer que o bebe chore.....

Eu digo: deixa o bebe ser bebe! Não podemos interferir na natureza dele, por isso tem muitas mães frustradas e muitos bebes mal resolvidos em suas necessidades, regredindo e pulando fases importantes, fazendo com 2 anos o que deveria ter feito com 2 meses .

Eu digo mais, mães e futuras mães, não criem expectativas sobre seus filhos. Voce não terá o controle da situação. Nunca vai ser da forma como você imaginou. Não fiquem se alimentando de magicas que prometem milagres para treinar ou condicionar seu filho. Deixem que a mãe natureza e seu instinto materno te levem após o parto. Acredite: isso acontece. Inconscientemente você sabe o que fazer e fica brigando com você mesma internamente para colocar em pratica os ensinamentos que o mundo moderno e a sociedade exigente que temos hoje em dia impõe.


 Não espere perfeição na maternidade, sabe aquela mulher linda com uma camisola branca sentada numa poltrona fofa dando o peito para o bebê peladinho e gordinho que mama olhando nos olhos dela... Esquece isso... Que seja apenas natural. Espere um bebê lindo e saudável. E só. O resto a natureza se encarrega.

Pra vocês eu dou apenas um conselho: Sejam apenas mães.





1 comentários:

Anônimo disse...

Se tivesse lido esse texto na gravidez, não daria a menor importância. Agora, 1 ano e 3 meses depois do parto esse texto é um resumo de tudo o que já passei e quer saber: ele está certíssimo. Não vou mais comprar o livro sobre como fazer meu pequeno dormir a noite inteira, nem vou me preocupar se ele ainda não caminha sem segurar meu dedo. Ele é meu fofinho e tudo virá a seu tempo. Preciso internalizar isso e ponto final!

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nota

A maioria ds textos e imagens são retirados da intenet
Em cada post é citado o endereço de onde foi retirado
As imagens são do google

caso alguem seja dono do texto ou imagem e se sinta ofendido, entre em contato comigo que eu colocarei dos devidos créditos a imagem ou ao texto ou retirarei do blog

adrisantos_santos@hotmail.com

obrigada