Pesquisar este blog

Socorro! Meu bebe não quer ir pra cozinha preparar a mamadeira!


Achou engraçado? Pois eu nao me espantaria se abrisse o EF amanha e desse de cara com um topico desses....
Exageros a parte, gostaria de falar hoje sobre como os bebes estao sendo forçados a amadurecer antes do tempo


Bebes são bebes. Ponto.
Um bebe tem que ser tratado como bebê. Ele é dependente sim. Essa é a natureza dele. Ele ainda nao tem a capacidade de fazer as coisas sozinho e precisa dos pais pra tudo.
Mas tem pessoas que acham que o bebe deve aprender a fazer as coisas sozinhos: dormir sozinhos, se confortar sozinhos, brincar sozinhos, ficar no berço sozinhos..... depois levam a escolinha pra socialização... mas ei! E a base da socialização que é a familia? O bebe precisa estar em contato constante com a pessoa que é seu ponto de apoio, geralmente essa pessoa é a mãe.
Tem-se a ideia de que é bom ensinar os bebes a serem independentes, pra nao ficarem dependentes, obviamente. Mas esse é um processo natural, que acontece no tempo certo, que varia de criança pra criança, e somente quando o bebe estiver preparado e seguro suficiente vai se sentir capaz de realizar alguma coisa sem depender da mae.
Um exemplo classico (motivo de grande discussao) é deixar o bebe dormir sozinho ou no colo
A minha pergunta é: pra que condicionar o bebe dormir sozinho? A criança atinge esse nivel de maturidade perto dos 2 anos, quando adquire a capacidade de dormir sozinha por si só. Dois anos é muito tempo pra ajudar seu filho a domir?  Porque forçar e antecipar?
Outro exemplo: deixar chorando para aprender a se auto-confortar. O bebe aprende? Não, ele simplesmente desiste de chorar. É bem diferente.
Nesse caso a pergunta seria: quando a gente esta chateado é melhor quando alguem se comove e nos da atenção ou quando os outros nos ignoram julgando nosso sofrimento banal?
Pois é. Pra gente o choro do bebe pode ser por motivo banal mas pra ele é uma coisa muito importante, urgente e que traz muita angustia....
O que a gente aprende quando os outros nao dão valor e importancia aos nossos sentimentos? Acho que ficamos endurecidos, frustrados, impotentes... isso porque temos o cerebro desenvolvido e usamos a razão
Agora tente se colocar no lugar de um bebê... 
É por isso que muitas mães se desesperam, porque se cria uma espectativa errada sobre os bebes. O pediatra fala que o bebe tem que dormir sozinho e a noite inteira, tem que ficar no berço ou no carrinho quietinho pra nao ficar mal acostumado, tem que aprender a brincar sozinho pra ser independente....
Totalmente fora da realidade. Aí a mãe fica triste porque o bebe não faz nada disso, tenta forçar um comprtamento condicionado, que leva tempo e gera muito desgaste, muito choro, muita decepção.... quando seria muito melhor se ela tratasse o bebe como bebe simplesmente: embalar no colinho, cantar uma cantiga, ninar, falar manhoso, abraçar bem apertadinho quando ele chorar e dizer: calma meu bebê a mamãe está aqui....
Tudo seria mais facil, mais prazeroso, natural...
voce vai deixar pra pegar ele no colo, ninar e proteger quando? Quando ele for pra faculdade?
No primeiro ano as bases emocionais, psicologicas e afetivas estao em pleno desenvolvimento. É nisso que se deve investir, não em “metodos infaliveis” pra fazer o bebe dormir sem a presença dos pais. Ao inves de gastar tempo com esses metodos porque não aproveitar para estabelecer um vinculo solido e duradouro com essa nova pessoinha? No tempo certo a independencia vem. Mas o amor, a segurança e o laços afetivos não se aprende, nem se resolve no consultorio ...

11 comentários:

Anônimo disse...

Aah sis... (você sabe quem é)!!!
Sabe que chorei com seu texto? Muito bem elaborado, e vai além, é verdadeiro e emocionante!!! Parabéns...
Apoio e concordo, minha amiga!!!
=)

Anônimo disse...

Lindo texto Adri, vc tem toda razão quando diz que ficamos desgastados e estressados tentando condicionar o bebê a dormir sozinho ou coisas parecidas, ai passei por isso e é terrível. Graças a Deus encontrei seu blog e vc e a tempo me abriu os olhos, minha pessoa com três meses vai ter muitoooo mimo e que a independência venha depois. Beijos amiga e obrigada, não te conheço pessoalmente, mas sei que vc é super maravilhosa e a Clarinha tem uma super mãe.
Fabiana (mamãe do Deyvid Miguel)

Anônimo disse...

Era isso q eu estava precisando ler hj, eu fui no medico ate pedir anti depressivo pq tenho me sentido a pior mãe do mundo, eu sonhei 3 anos com a minha gravidez fiz varios tratamentos p engravidar e 3 FIV e finalmente engravidei, tive uma gravidez saudavel, tranquila e feliz, quando minha filha nasceu eu senti um amor incondicional me apaixonei por ela imediatamente, mas ai q começaram os problemas, ela começou a ter colicas desde os 10 dias, chorava muito dei tds os tipos de remedio nada, de tanto ela chorar e o pediatra dizer q era uma fase q iria passar eu mudei de pediatra pq nao achava q tds bebes choram tanto assim ele acabou descobrindo q ela tem refluxo e intolerancia a lactose e ai começei a dar remdeios, varios remedios 3 vezes ao dia e eu sem poder comer nada de leite e derivados eu q ja tinha emgarecido mt depois da gravidez perdi mais 4 kg e minha filha hj com 4 meses continua chorando mt e ainda tem mt colica e fora q eu deveria voltar ao trabalho mas ela nao fica com ninguem ela chora mais ainda se fica com outras pessoas tive q pedir demissao, nao posso sair com ela pq ela chora mt as pessoas me cobram q eu nao saio com a bb, mas as vezes q sai com ela me arrependi amargamente ele berrava mt, quando eu batizei ela, foi outro estresse grande, enquanto tds bbzinhos dormiam e foram batizados a minha filha gritou do inico da cerimonia ao fim, nao consegui nem batizar minha filha eu quase desmaiei de tanta vergonha pq tds pessoas vinham me pedir o q ela tinha, eu comprei varias roupas lindas nos EUA p passear com ela, fiz td enxoval personalizado longe da minha cidade e hj estou trancada dentro de ksa, as pessoas falam q eh mt mimada p eu deixar ela chorando q vai passar, mas eu nao consigo fico mt mal.. desculpe o desabafo mas eu gostei mt ler esse post hj...
Mari

Anônimo disse...

Oi Mari, li sobre seu relato, gostaria de te ajudar, mande um e-mail pra mim atraves do link CONTATO.
Tenho algumas dicas para melhorar essa situação, pra voces se curtirem mais.
Aguardo seu contato!
beijos
Super Mãe

Anônimo disse...

oiii, obrigada por me ajudar, vou sim te mandar pois senao eu vou enlouquecer, tds dicas serao mt bem vindas... bjs
Mari

Sylvia Sant´Ana disse...

amei o texto... mas sabe o q eu acho q é? a sociedade quer td instantâneo e q não de mto trabalho...

isso não combina mto com criar filhos ne?

hj mesmo fiz um tpc no ef sobre mães q não trabalham, ficam em casa o dia todo e mesmo assim botam crianças c menos de 2 anos na creche..

a maioria achou normal... mãe precisa de tempo e o bebê de amiguinhos..

eu... já acho um absurdo isso!

o povo quer q bebê pense e age como adulto...

eu.. não quero nada da minha bebê... se ela quiser dormir dorme... se não quiser td bem tbm... tem 9 meses agora.. ta mais reguladinha.. mas tem as noites agitadas...

ta nessa agora de come, não come... eu não fico medindo p ver oqnt ela comeu... se está sudável, crescendo e ganhando peso.. tá bem...

nã gero expectativas de comportamento dela.. vivemos felizes.. eh um bebê calmo... não chora mto.. pq sabe q tem as suas necessidades respeitadas..

amei seu blog.. beijoss

Adri Santos disse...

Oi sis! que saudades!

Adri Santos disse...

olá
que bom que o texto te ajudou, as vezes o bebe precisa apenas de colo mesmo... assim como qualquer pessoa, cada bebe e de um jeito, nao da pra comparar ou exigir que seu filho seja como o filho da vizinha...

e hoje como esta seu bebe?

bjs

Adri Santos disse...

Ola Sylvia

acho que o segredo é esse mesmo: nao criar expectativas em cima do bebê.
quando a gente cria expectativas, geralmente acerca de nossas frustrações, acabamos nos decepcionando sem duvida

parabens

bjs

Ly disse...

Adri, estou apaixonando pelo seu blog!

O problema é que mães modernas têm uma idéia pré-concebida e estimulada de como é um "bebê-padrão" e acabam se frustando MUITO qnd não é assim. Só ver como subiu o índice de baby blues e de DPP.

Eu realmente me desesperei com o Bernardo sem dormir bem por quase 1 mês. Mas aí o meu medo era eu não estar fazendo algo certo como, de fato, foi uma falha da minha rotininha.

As pessoas esquecem q tudo isso "está no contrato" qnd se decide ter um filho!

Anônimo disse...

Adorei seu post. Tenho uma filha de 1 ano e 1 mês e passei por tudo que a Mari descreveu acima, mas agora as coisas estão um pouco mais calmas aqui, (embora ela seja muito ruim para dormir). Deus nos dá força e amor para cuidar dos presentes que Ele nos deu. Adorei seu blog

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nota

A maioria ds textos e imagens são retirados da intenet
Em cada post é citado o endereço de onde foi retirado
As imagens são do google

caso alguem seja dono do texto ou imagem e se sinta ofendido, entre em contato comigo que eu colocarei dos devidos créditos a imagem ou ao texto ou retirarei do blog

adrisantos_santos@hotmail.com

obrigada