Pesquisar este blog

Eu não sabia que estava grávida até dar à luz

Mírian Mariano Quarentei Saldanha, 41 anos, advogada, mãe de leandro, 25, Isabela, 20, e Valentina, 1




  arquivo pessoal
“No dia 31 de março de 2010, levantei pela manhã com uma indisposição, parecia uma cólica. No decorrer do dia, o desconforto foi aumentando. Comecei a me preocupar. Liguei para minha ginecologista e consegui agendar uma consulta no mesmo dia. Saí do trabalho com o abdômen muito dolorido e inchado, e fui dirigindo até lá. A médica me examinou rapidamente e disse que eu não tinha nenhum problema, que, na verdade, eu estava em trabalho de parto e teria que correr até o hospital, que ficava a duas quadras dali, senão não daria tempo. Entrei em pânico! Como eu, que já tinha tido dois filhos, não sabia que estava grávida?
Felizmente, minha prima Paula, que tinha uma consulta agendada com a mesma ginecologista e estava na sala de espera, e uma tia, que veio logo ao nosso encontro, me acompanharam ao hospital, onde a médica me encontraria. Paula tomou as primeiras providências e logo avisou parentes e amigos da novidade!
Aos 40 anos, menstruei a gravidez toda e fiz regime na tentativa de perder os oito quilos que ganhei. Não tive pré-natal e sou hipertensa. Aquilo que estava acontecendo comigo era muito amedrontador e senti pavor em pensar que poderia ter causado algum mal irreparável para o bebê. Felizmente, em menos de uma hora, a Valentina nasceu perfeita.
A reação de todos foi de surpresa e susto, tanto dos irmãos, pai e avós! Minha filha Isabela, que faz faculdade de enfermagem, assistiu ao parto e foi quem carregou a bebê para mostrar para o meu marido – sim, o pai dos meus três filhos é o mesmo.
Tudo correu muito bem, mas ela não tinha uma fralda sequer. Minhas tias e primas, que tiveram bebê há pouco tempo, me ajudaram muito, levando tudo aquilo que elas não usavam mais, inclusive comprando o que faltava. Saímos da maternidade como se eu tivesse feito um enxoval completo. Nunca vou conseguir agradecer o suficiente a essas pessoas – até berço na minha casa elas montaram.
Depois do parto, um pouco mais calma, consegui parar e pensar no que tinha acontecido. Não me conformava com a possibilidade de uma gravidez passar despercebida. Quando comecei a engordar, logo fiz regime, o que mascarou a barriga de grávida – é preciso contar que, na época, eu estava gordinha por inteiro. Minha menstruação teve o fluxo reduzido e irregular, então pensei que estava entrando no período pré-menopausa. No momento do parto, tive uma hemorragia e foi feito uma histerectomia (retirada do útero), pois eu tinha miomas – eles sangraram por todo o período gestacional, e eu pensava que era fluxo menstrual. Também não senti o bebê chutar. Olha que perigo!
Leandro, meu primeiro filho, está com 25 anos, e a minha filha, Isabela, tem 20. A diferença de idade deles com a Valentina é muito grande. Eles até parecem pais dela! Interessante que, quando tive meu primeiro filho, eu tinha 16 anos e, quando a Valentina nasceu, eu estava com 40. Olha só como eu tenho o hábito de agir fora dos costumes... e provocar sustos na família toda!”

Fonte: Revista Crescer

0 comentários:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nota

A maioria ds textos e imagens são retirados da intenet
Em cada post é citado o endereço de onde foi retirado
As imagens são do google

caso alguem seja dono do texto ou imagem e se sinta ofendido, entre em contato comigo que eu colocarei dos devidos créditos a imagem ou ao texto ou retirarei do blog

adrisantos_santos@hotmail.com

obrigada